Os avanços da medicina que evitaram milhões de mortes

Passado 31 de julho de 2020 Sem Comentários

Os avanços da medicina que evitaram milhões de mortes

Juntamente com a invenção da anestesia (1846), do raio x (1895) e dos antibióticos (a penicilina, em 1928), a descoberta da vacina da varíola foi um divisor de águas. Estima-se que a doença assolava a humanidade há mais de 10 mil anos. A doença altamente contagiosa e devastadora foi erradicada em 1980. Nenhuma peste durou para sempre e os avanços tecnológicos permitem conhecer bem o atual coronavírus.

O termo “vacina” surgiu pela primeira vez em 1798, graças a uma experiência do médico e cientista inglês Edward Jenner. Ao saber que trabalhadores não pegavam varíola, pois já haviam tido a varíola bovina, de menor impacto no corpo humano, introduziu os dois vírus em um garoto de oito anos e constatou que havia uma base científica.

O médico e sanitarista Oswaldo Gonçalves Cruz, nascido no interior paulista, em 5 de agosto de 1872, deu uma grande contribuição à saúde do nosso país. Em 1903, organizou os batalhões de “mata-mosquito”. Em 1904, obteve o direito de decretar a vacinação obrigatória no Brasil, provocando uma famosa rebelião popular; a Revolta da Vacina.

Fonte: www.diariodecanoas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this